Categoria: Emagrecimento

Emagrecimento: Como perder peso e manter um peso saudável    

Emagrecimento: Como perder peso e manter um peso saudável

Nem sempre é fácil perder peso e não recuperar os quilos perdidos.

Aqui estão algumas dicas básicas sobre como perder peso e manter um peso saudável.

Não tente perder peso rapidamente. Muitas dietas para perder peso prometem perder quilos em poucos dias, mas geralmente é sobre regimes que não podem ser seguidos por um longo tempo; então, ao sair da dieta para perder peso, os quilos perdidos são recuperados.
Reduzir o tamanho das porções Uma dieta para perder peso deve incluir todos os tipos de alimentos, a chave é reduzir as porções de alimentos que fornecem mais calorias.

Leia também: Womax gel lipo funciona
Consumir muitas frutas e legumes frescos. Desta forma, você vai comer menos quantidade de outros alimentos ricos em gordura e calorias, e será mais fácil perder peso.
Realize atividade física regular. Se você aumentar a quantidade de calorias que seu corpo consome, você perderá peso mais rapidamente. Sempre que puder, suba as escadas em vez de usar o elevador, caminhe até o supermercado em vez de dirigir até lá, fazendo pequenos trabalhos em casa ou no jardim. Essas atividades também queimam calorias e podem ajudar a perder peso. Caminhar e nadar são duas das atividades físicas mais recomendadas
Pense em perder peso por motivos de saúde, em vez de parecer bom. Então você terá melhores chances de alcançar seu objetivo e não recuperar os quilos perdidos. Também pense que, se você quer perder peso, mudanças em seu estilo de vida devem ser permanentes, não temporárias.
Antes de iniciar qualquer tratamento para perder peso, você deve consultar seu médico ou nutricionista, que irá elaborar uma dieta que atenda às suas necessidades específicas.

Fonte: https://www.valpopular.com/womax-gel-lipo-funciona/

Bloqueio do hormônio do crescimento estimula perda de peso

Bloqueio do hormônio do crescimento estimula perda de peso

Descoberta do Instituto de Ciências Biomédicas abre precedente para estudos de novos tratamentos para a obesidade
O hormônio do crescimento (GH) também é responsável por ativar um grupo de neurônios do hipotálamo chamado AgRP, que controlam a ingestão alimentar e o gasto energético – Foto: Marcos Santos/USP Imagens
O hormônio do crescimento (GH, do inglês growth hormone) é produzido pela glândula hipófise, sendo responsável por regular a estatura e o crescimento ósseo. Mas uma descoberta do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP talvez faça não apenas esse hormônio mudar de nome, como exija atualização dos livros didáticos de fisiologia. Isso porque os cientistas constataram que o GH também é responsável por ativar um grupo de neurônios do hipotálamo chamado AgRP, que controla a ingestão alimentar e o gasto energético.

Leia também: Womax emagrece

“Annas” e “Mias”: bulimia e anorexia entre o corpo e a identidade

USP testa estimulação cerebral contra obesidade

Grupo investiga variáveis genéticas relacionadas à obesidade
Nos experimentos com camundongos, diante da restrição alimentar, o organismo dos animais do grupo controle sofreu uma série de alterações metabólicas e endócrinas para economizar energia. Os animais sem receptores de GH nos neurônios AgRP não entraram nesse “modo econômico” e, com isso, perderam mais peso e gordura corporal.

Esses achados abrem um precedente para que o bloqueio do GH possa ter uma utilidade terapêutica no tratamento da obesidade. “A longo prazo, nossos achados podem estimular a realização de mais pesquisas para o desenvolvimento de compostos ou drogas com o objetivo de otimizar a perda de peso”, afirma o professor José Donato Júnior, do Departamento de Fisiologia e Biofísica, um dos autores do estudo.

Os dados estão descritos no artigo Growth hormone regulates neuroendocrine responses to weight loss via AgRP neurons publicado no início de fevereiro na revista científica Nature Communications, e que tem a pesquisadora Isadora C. Furigo como primeira autora.

“Descobrimos que mais de 90% dos neurônios AgRP expressam receptores de GH”, conta Donato Junior. Sentir fome é uma sensação que vem de sinais emitidos pelo cérebro, que sabe que a pessoa está sem comer pois algum hormônio emitiu um sinal para ele: o GH é esse sinal.

[O GH] É como uma sirene que o corpo ativa e que é ouvida pelos neurônios AgRP, pois eles têm receptores para esse hormônio. E o GH, ao agir sobre esses neurônios, coordena todas as adaptações corporais que visam à economia de energia.”

O professor lembra que um trabalho publicado na década de 1960, na Revista Science, já havia mostrado que o GH é altamente secretado quando estamos em privação alimentar. Para atuar no crescimento corporal, a secreção de GH precisa ter um padrão pulsátil (ser secretado em pulsos ao longo do tempo). Quando há privação alimentar, o GH passa a ser secretado de maneira contínua, mas esse novo padrão impede que o hormônio atue estimulando o crescimento. Mas então para que o corpo produz GH durante a privação alimentar?

Os pesquisadores descobriram que o GH, ao ativar os neurônios AgRP durante a privação alimentar, estimula o “modo econômico” do organismo, diminuindo a secreção de hormônios da tireoide e o metabolismo – Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Essa era uma pergunta que, até então, os cientistas não conseguiam explicar. A pesquisa trouxe respostas a este questionamento: os pesquisadores do ICB descobriram que o GH, ao ativar os neurônios AgRP durante a privação alimentar, estimula o “modo econômico” do organismo, diminuindo a secreção de hormônios da tireoide e o metabolismo. “Por isso é tão difícil emagrecer pois o corpo se adapta à situação”, diz Donato Júnior.

Modo econômico
Os pesquisadores desenvolveram camundongos sem receptor de GH para esses neurônios. Quando esses animais ficaram em privação alimentar, o hormônio T4 caiu levemente. No grupo controle, essa queda foi muito mais acentuada.

No caso da testosterona, que ajudar a produzir músculos e dar força, os camundongos sem receptor de GH não tiveram queda desse hormônio, ao contrário do outro grupo. Já os animais controle, durante a privação alimentar, sofreram alterações metabólicas e endócrinas para economizar energia e entrar no “modo econômico”.

É a ação do GH nos neurônios AgRP que coordena essas adaptações. Os camundongos sem receptor de GH nesses neurônios perderam peso pois não economizaram energia durante a restrição alimentar.

Questão de sobrevivência
Outra constatação do grupo foi quanto à leptina, secretada pelo tecido adiposo branco. Os níveis dessa proteína nos animais do grupo controle diminuíram com a privação alimentar. Mas em animais sem receptor de GH essa proteína deixou de cair.

“A leptina é um hormônio muito importante para regulação da fome e gasto energético e descobrimos que o GH tem um papel similar. O aumento do GH e a queda dos níveis de leptina são sinais que chegam ao hipotálamo de que o organismo está em privação alimentar, e que deve economizar energia para garantir a sobrevivência”, lembra o docente. Ou seja, se um mecanismo falha, o outro assume. Estudos anteriores já haviam mostrado que, quando o organismo começa a perder gordura, o nível de leptina cai e essa queda é um sinal que também é passado ao neurônio AgRP.

José Donato Júnior: “A longo prazo, nossos achados podem estimular a realização de mais pesquisas para o desenvolvimento de compostos ou drogas com o objetivo de otimizar a perda de peso” – Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Segundo o professor, a pessoa pode ter inúmeras estratégias para perder peso, mas a partir do momento que o organismo percebe que está emagrecendo, ele vai se adaptar. Pois está mais interessado em preservar a sobrevivência do corpo do que eliminar os quilos excedentes. O organismo sempre vê o emagrecimento como algo negativo, mesmo que aquela perda de peso fosse trazer benefícios.

“Na natureza, é muito raro encontrar um animal obeso. Talvez por isso, de alguma maneira, durante a evolução, simplesmente o corpo passou a levar em consideração apenas a perda de peso. Quando detecta isso, ele liga o alerta para o corpo se adaptar e economizar energia. E esse alerta é exatamente esse papel do GH”, finaliza.

CHÁ DE GENGIBRE COM LIMÃO E MEL

CHÁ DE GENGIBRE COM LIMÃO E MEL

Chá de gengibre com limão e mel
O chá de gengibre com limão e mel é um dos mais procurados da Internet devido aos seus enormes benefícios.

É verdade que um chá de apenas um ingrediente é poderoso, mas por vezes juntar todos eles pode fazer verdadeiros milagres pela nossa saúde e pelo nosso corpo.

Neste incrível e único artigo vamos retirar todas as suas dúvidas em relação a esta infusão.

Para além disso vamos mostrar ainda para que serve o chá de limão com mel e gengibre e ainda como fazer 3 chás distintos para diversas utilidades, tal como emagrecer, para dor de garganta ou para tosse seca e irritativa.

É mesmo verdade, apenas esses 3 ingredientes podem se formar para fazer uma mistura incrível!

Esse chá pode ser feito a qualquer altura e pode ser tomado quando você quiser, principalmente nos momentos de maior necessidade.

Se procura algo bem poderoso para melhorar a sua saúde acredite que está no sitio certo.

Para que serve o chá de gengibre com limão e mel
Tal como já falamos acima este poderoso chá pode ter diversas finalidades.

Neste artigo iremos apresentar apenas os mais poderosos e vamos explicar em especifico qual a sua utilidade.

Aqui vai aprender o chá de gengibre com limão e mel para:

Combater a tosse seca e tosse irritativa;
Para perder barriga, eliminar gordura e acabar por emagrecer;
Para dores de garganta intensas, garganta ranhurada e irritada.
Basicamente vai aprender a utilizar apenas 3 ingredientes de uma forma incrível.

Para além do mais iremos ensinar a fazer estes chás com alguns ingredientes secretos que praticamente não são falados em outros locais.

Não perca mais tempo, confira mesmo abaixo a nossa primeira receita poderosa que vai mudar a sua vida e melhorar de forma instantânea a sua saúde!

Chá de gengibre com limão e mel para garganta
Chá de gengibre com limão e mel
Gengibre

O gengibre é conhecido há vários anos atrás devido aos seus enormes poderes para o combate às gripes e constipações.

Felizmente se for utilizado com outros ingredientes, como por exemplo o mel, torna-se simplesmente perfeito para conseguir adoçar, acalmar e suavizar a nossa garganta.

Se você está sofrendo com dores de garganta, com garganta seca e arranhada e pretende acabar com isso temos aqui a solução!

Queremos chamar a atenção que na verdade não vamos utilizar o limão nesta receita.

Vai ser apenas um chá de gengibre com limão para a gripe e para a garganta dorida e possivelmente inflamada.

Decidimos excluir o limão devido aos testemunhos que temos recebido de pessoas que experimentaram sem ele e que obtiveram resultados ainda melhores!

Leia também: chá de gengibre como fazer

Ingredientes necessários:

Água;
Um pouco de gengibre;
Casca de 1 limão (opcional);
3 colheres de mel puro.
Quando falamos em mel puro estamos nos referindo ao mel colhido direto da colmeia.

Se você conseguir isso perfeito, caso não consiga utilize o do supermercado.

Apenas queremos nos certificar que tem o melhor chá de gengibre com limão e mel para a garganta inflamada e dolorida.

Como fazer chá de gengibre com limão e mel

A preparação deste chá é incrivelmente simples, é tal e qual todos os outros.

Mesmo assim vamos deixar um passo a passo para que possa seguir e esclarecer todas as suas dúvidas.

Comece por colocar alguma água fervendo, cerca de 1 litro é suficiente;
Adicione um pouco de gengibre e deixe ferver por 5 minutos;
Por último adicione 3 colheres de mel;
Se quiser adicionar o limão pode adicionar agora e deixar ferver 2 a 3 minutos;
Mexa muito bem, desligue a fervura e deixe repousar.
No final existe quem gosta de coar a mistura para retirar o gengibre, mas não é algo obrigatório, mas é óbvio que não o vamos comer né? 🙂

Quando devo tomar o chá de gengibre com limão e mel:

Muita gente sabe como fazer o chá, mas não sabe quando o deve tomar.

Fique sabendo desde já que se não tomar este chá na altura correta que ele pode nem sequer fazer efeito.

Recomendamos que tome 1 chávena desta mistura 2 a 3 vezes por dia durante 3 a 5 dias.

Os resultaos vão ser incríveis!

Chá de gengibre com limão e mel para emagrecer
Todas as mulheres sonham em ter um corpo de sonho.

Uma das maneiras de conseguir isso é através de chás e infusões poderosas.

Uma das coisas que temos de ter em atenção para isso é escolher os chás com os ingredientes corretos.

Neste caso tivemos um aluno que nos perguntou se se devia tomar chá de gengibre com limão e mel para emagrecer…

Você não deve tomar este chá!

Nem todos os ingredientes estão mal…

O que está aí estragando tudo é o simples mel.

Este chá é verdadeiramente poderoso se for apenas com limão e gengibre, assim sim, tem aqui uma mistura que vai queimar toda a sua gordura e para além do mais vai acelerar o seu metabolismo.

Tal como fizemos anteriormente, vamos lhe mostrar como preparar este chá e quando o deve tomar para ter os efeitos desejados.

Siga todos os nossos passos para que não falhe em nada e para que comece a perder peso com este chá emagrecedor agora mesmo!

Ingredientes necessários:

Casca de 1 limão bem verde;
Um pouco de gengibre;
Água.
Tenha atenção para escolher a casca de um limão verde.

Evite escolher um limão amarelo pois os verdes são ligeiramente mais eficientes.

Quanto ao gengibre basta um pouco dele, não muito, mas isso vai depender da quantidade de água.

Como fazer o chá de gengibre com limão:

Tal como no chá de gengibre com limão e mel não basta adicionar tudo e colocar a ferver…

Você precisa ter alguns cuidados antes.

Comece por lavar bem o limão verde.

Agora pegue no gengibre e corte ele às rodelas muito finas, deste modo ele vai conseguir extrair mais propriedades suas para a água.

Coloque essas rodelas de gengibre na água que vai ferver e deixe repousar por meia hora.

Seguido isso pode colocar fervendo a água, o gengibre cortado e a casca do limão.

Após ferver durante 5 minutos pode aguardar para que a mistura esfrie.

Para finalizar coe a mistura e prepare-se para tomar este poderoso chá para emagrecer, perder barriga, acelerar metabolismo e ainda reduzir o inchaço!

Quando deve tomar este chá:

Este chá é poderoso, mas tal como o chá de gengibre com limão e mel ele deve ser tomado na quantidade correta.

Recomendamos que tome 2 a 3 xícaras deste chá por dia.

Não recomendamos que ultrapasse estes valores, caso contrário estará a tomar em demasia.

Queremos ainda avisar que não é recomendado a grávidas o consumo deste chá de gengibre e limão para emagrecer.

Chá de gengibre com limão e mel para tosse seca
Chá de gengibre com limão para tosse seca
Limão verde

Finalmente chegamos na parte em que vamos precisar de todos os ingredientes!

Se o seu problema é a tosse seca e irritativa precisa mesmo utilizar o limão, o mel e ainda o gengibre.

Esses 3 ingredientes juntos vão formar um chá capaz de aliviar a sua tosse seca de forma instantânea.

Basta tomar um pouco que vai parar logo de tossir .

Para além disso ele vai ainda eliminar a expectoração que tanto irrita toda a gente.

Ingredientes necessários:

1 litro de água;
7 colheres de mel;
Casca de meio limão verde;
5 rodelas de gengibre finas.
Os ingredientes para este chá de gengibre com limão e mel para a tosse são ligeiramente melhor selecionados.

Certifique-se de que usa as quantidades corretas.

Caso pretenda fazer chá para mais tempo precisa apenas de duplicar a quantidade de ingredientes a usar.

Preparação do chá:

Vamos mostrar o passo a passo numerado, desta forma torna-se mais fácil para compreender o processo de realização deste chá.

Coloque o litro de água fervendo;
Adicione as 7 colheres de mel e mexa muito bem;
Adicione agora as 5 rodelas finas de gengibre e a casca do meio limão verde;
Deixe ferver por 10 minutos;
Agora desligue a fervura e deixe arrefecer;
Por fim pode coar toda a mistura.
Após coar a mistura o chá de gengibre com limão e mel está pronto a ser tomado para acalmar essa tosse irritante!

Pode e deve tomar o chá para a tosse 2 a 3 vezes por dia.

Caso o problema de saúde esteja muito intenso recomendamos que tome até 5 vezes.

Tente não abusar muito da quantidade de vezes que o toma, caso contrário pode sofrer com alguns efeitos secundários.

Quais os efeitos secundários destes chás
Quero dizer a você desde já que estes chás não possuem efeitos secundários graves caso sejam feitos e tomados de acordo com todas as nossas indicações.

O problema aparece quando toma em demasia.

Caso tome os chás em quantidades muito exageradas pode sofrer de:

Dores de barriga intensas;
Diarreia;
Dores de cabeça;
Entre outros menos graves.
Não se precisa assustar com os efeitos secundários se tomar apenas o chá necessário.

Nunca abuse destas nem doutras receitas para emagrecer, para dores ou para inflamações e infeções.

Drenagem Linfática Emagrece mesmo!?【Fotos Antes & Depois】

Drenagem Linfática Emagrece mesmo!?【Fotos Antes & Depois】

Será mesmo que a drenagem linfática emagrece e pode ajudar você a perder aquela gordurinha localizada? A drenagem linfática na barriga pode mesmo dar uma secada?

Vamos te contar sobre isso, e também te mostrar antes e depois da drenagem linfática, para você ter mais ou menos uma ideia de resultados! Continue conosco para acompanhar e saber tudo sobre drenagem linfática emagrece.

Atualmente, é cada vez maior o número de mulheres que vem se preocupando com seu corpo, sua saúde e seu bem-estar.

Por isso, há uma enorme procura por métodos eficientes e de fácil acesso, que possibilitam a perda de peso, dentro outros inúmeros benefícios à saúde.

Neste contexto, uma grande aliada do emagrecimento é a chamada drenagem linfática.

A drenagem linfática é uma técnica aplicada por profissionais (massoterapeutas, fisioterapeutas e esteticistas). Ela visa à eliminação de resíduos metabólicos do organismo, como líquidos e toxinas.

Então se você está se sentindo com a barriga inchada, essa pode ser a solução para você.

A drenagem linfática consiste na aplicação de massagens com movimentos circulares, precisos e suaves. Essas massagens estimulam o sistema linfático. Isso faz com que os resíduos acumulados no organismo sejam mais facilmente expelidos pelos vasos capilares e pela urina.

A drenagem linfática pode ser aplicada de forma manual ou mecânica; sendo a forma manual a mais procurada pelos pacientes.

Drenagem linfática manual
Na drenagem linfática manual, o profissional utiliza suas mãos para efetuar movimentos específicos em seu paciente.

O tempo de duração de uma sessão de drenagem linfática manual varia. Por exemplo, para a região facial o tempo varia de 20~40 minutos.

Mas se for na região corporal o tempo pode chegar até a 1 hora.

Leia também: Drenagem Linfática emagrece

Para que seja eficiente e mostre resultados, o tratamento com drenagem linfática manual deve ser realizado com frequência; e é recomendável que sejam feitas de duas a três sessões por semana.

Drenagem linfática mecânica
Na drenagem linfática mecânica, o profissional faz uso de aparelhos de rolamento e sucção para realizar os procedimentos.

Leia também: Phytophen funciona

Dessa forma, a técnica utilizada é basicamente a mesma. Porém, como há usos de equipamentos, a ação da massagem é mais profunda chegando a atingir a camada adiposa e muscular profunda.

Alguns massagistas profissionais preferem a massagem mecânica pelo fato de serem mais seguros ao paciente. Além disso, alguns métodos de drenagem funcionam apenas com o uso de equipamentos.

Outro lado bom é que algumas massagens mecânicas têm seu preço reduzido devido ao mesmo equipamento oferecer vários tratamentos, o que ajuda no bolso do paciente.

Mas se você está com uma barriguinha, mas não quer desembolsar, leia sobre dieta para perder barriga. Você pode sim ficar com uma barriga magra seguindo uma dieta que perde barriga.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Drenagem linfática funciona
A drenagem linfática funciona, desde que seja associada à alimentação saudável e à prática de exercícios físicos. Portanto, é importante que se tenha consciência de que o processo de emagrecimento também dependerá de dedicação, cuidado e responsabilidade.

Criando bons hábitos diários, como ingestão de frutas, verduras, legumes e fibras alimentares. O consumo de pelo menos 2 litros de água também é indicado para hidratar o corpo e acelerar o metabolismo (agua gelada), assim como também a prática de exercícios para emagrecer. Tudo isso aliado a drenagem linfática fará você notar um corpo muito mais saudável e magro rapidamente.

Leia também: Kifina funciona

Mas caso você não siga uma dieta, a drenagem linfática emagrece de forma menos perceptível a longo prazo. Isso acontece por que a alimentação influencia na retenção de líquidos. Então, se você estiver comendo de qualquer jeito, poderá reconquistar tudo que perdeu nesse tratamento.

Drenagem linfática emagrece rápido
Em alguns casos, a drenagem linfática emagrece já nas primeiras semanas. Visto que há uma perceptível diminuição das medidas nos locais da aplicação.

Porém, a drenagem linfática não é a solução para os hábitos irregulares da alimentação. Do mesmo modo que se você aliar uma dieta e exercícios junto com a drenagem linfática manual ou mesmo a mecânica, você vai emagrecer rápido.

Mas se você adotar hábitos ruins e uma vida sedentária, provavelmente você notará menos efeitos na sua drenagem. Isso deve-se ao fato de que a retenção devido a uma alimentação irregular e o aumento de peso tendem a atrapalhar o resultado da drenagem.

Essa técnica é muito bem vista e aceita. Ela vem se popularizando justamente pela característica de ser um método não invasivo, onde não há a necessidade de procedimentos cirúrgicos. Sendo assim, a drenagem linfática emagrece de forma saudável, natural e sem riscos.

Mas é importante observar que cada organismo reage de uma forma diferente, e há casos onde o paciente relata que a drenagem linfática emagrece de uma forma mais lenta e tardia.

Drenagem linfática na barriga
A drenagem linfática emagrece, mais visivelmente nas regiões da barriga, cintura e pernas; sendo a barriga a mais procurada para esse tipo de procedimento.

A drenagem linfática para a barriga diminui o inchaço e auxilia na eliminação dos “pneuzinhos”. No final dessa postagem você verá alguns resultados da drenagem e se surpreenderá com as fotos!

A gordura localizada nessa região se movimenta com mais facilidade durante o procedimento. Consequentemente, a drenagem linfática na barriga também reduz consideravelmente as celulites, problema que atinge grande parte da população feminina.

A drenagem linfática barriga é indicada para quem fez uma cirurgia recente, como a abdominoplastia. Isto por que essas cirurgias causam muita retenção que podem causar dor ao paciente. Inclusive, em alguns casos, a drenagem é obrigatória para eliminar os líquidos que ficaram.

Mas, antes de você iniciar esse tratamento, o médico precisa ser consultado, pois toda cirurgia requer um tempo de recuperação mínimo e seguro.

Apesar que hoje em dia existir inúmeros procedimentos que visam o emagrecimento, nem todos funcionam. A drenagem linfática funciona e inclusive esse tratamento é recomendado por profissionais da área de saúde.

Além de promover o bem-estar e recuperar a autoestima, a drenagem linfática funciona como uma ótima experiência relaxante.

A massagem durante esse tratamento é bem confortável, e excelente para aliviar o estresse do dia a dia.

E para que os benefícios sejam duradouros, é fundamental que o tratamento não seja interrompido, pois a drenagem linfática funciona somente se for aplicada frequentemente.

Drenagem linfática antes e depois
Você já viu que a drenagem linfática emagrece sim, mas que depende também de você em manter uma boa dieta.

Mas para você ter uma ideia de como a drenagem linfática emagrece você, vamos mostrar algumas fotos da drenagem linfática antes e depois.

Veja como a drenagem linfática emagrece tirando a retenção e toxinas acumuladas. Se você observar bem, a barriga teve uma diminuição considerável. E a dobrinha, o famoso “pneuzinho” sumiu!

Vamos a mais uma drenagem linfática antes e depois:

Nesta foto você vê realmente que a drenagem linfática emagrece e muito!

É claro que, se você estiver muito acima do peso, você não ficará com a barriga chapada apenas fazendo drenagem linfática.

E agora, será que vale a pena? Está decisão nós deixamos para você!

Drenagem linfática preço
Depois que você leu todos esses benefícios da drenagem linfática para emagrecer, ficou surpreendida né? Mas talvez você esteja pensando que seja tão caro que não valha a pena.

A grande verdade é que não é. O preço da drenagem linfática é bastante acessível, e varia conforme a região, podendo custar entre R$50,00 e R$200,00 por sessão.

O preço pela drenagem linfática dependerá das qualificações do profissional e dos produtos utilizados em cada sessão. Quando se avalia todos os benefícios oferecidos pela drenagem linfática, o preço pago é justo. Se você está se sentindo inchada e isso incomoda você, pode ser um ótimo investimento.

Lembre-se que apesar da drenagem linfática ajudar você a emagrecer, ela não é a solução para ficar magra. A indicação principal é para diminuir a retenção, ou seja, o acumulo de líquidos pelo corpo, que dá o aspecto de inchado.

Suco Verde: usar ou não usar?

Suco Verde: usar ou não usar?

Primeiro de tudo, todos os vegetais e frutas fazem bem. Muitos estudos já comprovaram e a National Foundation For Cancer Research recomenda a ingestão de frutas e vegetais em todas as refeições diárias com o objetivo de melhorar cada vez mais a nossa saúde. E nos últimos anos, alguns estudos vêm nos mostrando que o suco verde pode nos ajudar.

Em um estudo realizado na Universidade Federal de Pelotas com animais, os pesquisadores testaram os efeitos antioxidantes do suco verde quando comparado aos grupos que inseriram suco de laranja e água. Os animais que ingeriram o suco verde reduziram os radicais livres, quando comparados aos outros animais. Outro dado importante é que esses animais aumentaram o peso, mas pouco quando comparados aos outros grupos. Ou seja, além do suco verde ter melhorado a saúde, o aumento de peso no período de crescimento não foi tão alto.

Leia também: suco verde emagrece

É importante esclarecer que uma dieta somente de sucos não é saudável. A alimentação diária deve ser variada e com outros nutrientes como carboidratos, proteínas e lipídeos. Mas para você que faz exercício qual o momento mais recomendado de usar o suco verde? Primeiro você tem que ver em qual horário há disponibilidade de preparar; e é melhor e conversar com o seu nutri. Normalmente, recomendo aos meus pacientes consumi-los pela manhã cedo, em jejum. Mas, o suco não substitui o café da manhã, ok? Eles se complementam. E outra dúvida super comum é se o suco deve ser coado ou não. Quando a gente coa o suco, não ingerimos as principais fibras, portanto o ideal é não coar.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Porém, se você consumir antes do treino, indico o suco coado. Quando estamos fazendo o exercício, os movimentos intestinais aumentam podendo gerar desconforto abdominal durante o treino. Abaixo coloco duas receitas para vocês incluírem no cardápio!

Suco Verde
– 1 maçã + 1 folha de couve ou 6 folhas de hortelã ou 6 folhas de tempero verde + 1 C sopa de biomassa de banana verde + água. Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Leia também: Kifina funciona

Suco Roxo
– ½ polpa de amora + ½ maçã + 100 ml de suco de uva integral + 1 C sopa de biomassa de banana verde + gengibre + água. Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Leia também: Phytophen funciona